réplicas de relógios rolex
rispost

Windows XP não carrega – Recuperando manualmente

junho 19th, 2010

Quebrei cabeça por algum tempo buscando uma forma de recuperar a inicialização do WindowsXP, após uma falha de energia, de disco ou corrompimento dos arquivos, coisa que é comum no NTFS podre da Microsoft.

Esses dias eu estava com uma estação de domínio com WinXP Pro, que foi desligada normalmente e no outro dia a ser ligada, carregava tudo normalmente, abria a tela de fundo do windows, aquela azul antes de pedir o usuário e senha, porém ficava ali congelada. A atividade de disco parava totalmente, o mouse mexia, os leds do teclado normal, porém parava ali e não funcionava mais nada! Ctrl+Alt+Del não funcionava também, Crtl+Shift+Esc também não… Só no reset de hardware para que ela reiniciasse.

Ah, e em todos os modos de segurança ocorriam da mesma forma. Bootei pelo CD de instalação do Windows e pela console de recuperação executei vários CHKDSK completos (/R /P) e nada…. Eu estava desconfiado que o HD tinha ido pro espaço e consecutivamente corrompido e comprometido toda aquela instalação do Windows, só que esta estação tinha dados importantes e eu precisava recuperar ela na Integra.

Resolvi pegar um hd auxiliar e com o programa DiskCopy(Linux) da Easeus (Que normalmente me salva!) Clonei o HD para outro, procedimento que para minha surpresa não apontou erros de leitura no HD da máquina, o que me levou a acreditar que não era falha física, seria o Windows mesmo que, muito podre, resolveu corromper o registro do nada, fato que ocorre muito mais frequente do que se imagina.

Revirando o TechNet da M$$ não achei nada palpável, então resolví que deveria restaurar o sistema mais cedo (Restauração do Sistema), porém isso só funciona se o Windows estiver rodando! E essa instalação não rodava mais.

Eu já tinha mexido manualmente com os arquivos de registro do Windows e sabia que dava pra quebrar o galho fazendo, mas acabei encontrando na web um tutorial, muitíssimo detalhado de todo o procedimento, que eu executei minusciosamente e o resultado não podia ser melhor, restaurei o registro do Windows para 2 dias antes e tudo voltou ao normal.

Isso me poupou de reformatar o HD e ter que reinstalar toda a bagaça, além de ter que manusear todos os dados do usuário daquela estação, deu um pouco de trabalho, mas só valeu a pena, portanto resolvi compartilhar aqui.

Segue o Link do Tutorial:

XP won’t boot? Try manual registry restore

Versão Off-Line caso o Link original saia do Ar!:

XP não carrega? Recuperando o registry manualmente.

Quando eu tiver um tempinho, prometo que traduzo para um bom português, mas por hora, segue em inglês mesmo, é tranquilo até para quem não manja muito de informática.

Abraços,
Linuxpoa

rispost

Java6 Ubuntu 10.4

junho 2nd, 2010

Passei trabalho pra instalar o java6 em um PC que atualizei do 9.10 para o 10.04.

Seguinte:

Vá em Sistema / Administração / canais de software….

Na guia Outro Software

Certifique-se de que na atualização os dois últimos repositórios estão para o lucid, pois nesse caso continuou como karmic

Se estiver clique neles, vá em editar e mude de karmic para lucid.

Recarregue os repositórios e instale o sun-java6. Eu faço pelo Terminal:

sudo aptitude install sun-java6-jre sun-java6-plugin

Só alegria,
Abraço.

Linuxpoa

rispost

Teste se você é um “Tubeneck”

agosto 31st, 2009

Minha bancada em um trabalho de restauração.

Minha bancada de trabalho

Um dos meus hobbys, como técnico em eletrônica e músico que sou, é apreciar o som de um bom instrumento musical antigo (De preferência Semi-Acústico) plugado em um amlificador totalmente Valvulado.
O timbre cristalino e saturado das válvulas se torna um vício para quem aprecia esse tipo de som e estilo, retomando o som “Vintage” das guitarras como à 50 anos atrás, e que até hoje é reproduzido.
“Tubeneck” é o termo utilizado para os aficcionados por amplificadores Valvulados. Segue um teste para você descobrir se é um “Tubeneck”

1. Você lembra a pinagem de 150 válvulas mas não lembra a data de seu aniversário.
2. Sua mulher lhe pede pra ligar o aquecedor e você pergunta à ela: Com quantos VOLTS?
3. Você obriga o seu filho a manter o amp transistorizado dele na casa de amigos.
4. Você teve que aumentar a casa para poder guardar tantos chassis e transformadores.
5. Seus filhos pensam que “Plexi Palace” é o castelo na Disneyworld.
6. Você tem mais amplificadores valvulados do que guitarras.
7. Você utiliza uma válvula como slide na guitarra.
8. Há um conjunto de EL34s ao lado do retrato de família.
9. Nehuma de sua válvulas estão em suas caixinhas de papelão.
10. Você chora quando seus filhos lhe presenteiam com um par de KT88 no dia dos pais.
11. O interior do seu amp Dual-Showman é a parte mais limpa da casa.
12. Você tem um chassis AC30 de cabeça para baixo em cima da TV como “porta-trécos”.
13. Sua filha pequena lhe pede uma laranja(Orange) e você pergunta: “Vintage ou Reissue?”
14. Há um par 12AX7s pendurado no espelho retrovisor de seu carro.
15. Você carrega um suporte de valvulas em seu bolso.
16. Você consegue ajustar o BIAS de seu amplificador, mas não sabe ajustar o relógio do videocassete.
17. Você tira as crianças da sala, quando tem que falar a palavra “transistor”.
18. Você construiu um CD-Player valvulado.
19. Você sabe a diferença entre uma válvula Mullard original e uma falsificação.
20. Você sabe o que são componentes Mullard.
21. Sua TV não tem controle remoto, porque foi fabricada em 1952.
22. A primeira palavra que seu bebê falou foi “Pentodo”!
23. O site vintageamps.com é sua página inicial de seu computador.
24. Você admira mais seus amps do que toca com eles.
25. Você tem a plaquinha “Fender” de um amp como chaveiro.
26. Todos os seus amps ficam virados para a parede para que você fique olhando as Válvulas.
27. Alguém fala “Marshall” do outro lado do mundo e você acorda no meio da noite.
28. Você fantasia que se um dia fosse um Xerife do velho Oeste, seu nome seria “Xerife Marshall Vox”.
29. Você gostaria que garotas de bikinis posassem em fotos sensuais com amplificadores valvulados ao invés de carros esportivos.
30. Você lê “Tube-Amp Digest” ao invés de “nude beach”
31. Você fez uma tatoo escrito “Plexi’s Rulez”.
32. Uma lágrima escorre de seu olho quando vê um esquemário original de aplificadores antigos.
33. Você se recusa a ouvir uma banda que toca com aplificadores transistorizados.
34. Há um retrato de “Jim Marshall” sobre sua lareira.
35. Sua coleção de Válvulas tem seguro contra terceiros.
36. Há uma 5U4GB na fonte de alimentação de seu computador.
37. Você passa 2 semanas de férias com a sua família visitando a fábrica da Marshall.
38. Você carrega fotos de seus amplificadores valvulados na sua carteira.
39. Você carrega uma lista de “Valvulas que eu preciso” na sua carteira.
40. Você sabe de cabeça quantos Watts é a dissipação de placa de uma 6L6GC, mas nunca lembra quantos litros de leite tem que levar para casa.
41. Você tem uma cópia do livro “The Tube Amp Book” no banheiro.
42. Você sabe quem é Aspen Pittman.
43. Você acha “sexy” os contornos de uma 6550s.
44. Você quer ser enterrado numa caixa 6×12 SUNN quando morrer.
45. Você tem um aplificador de U$2.500 e um carro de R$1.500
46. Sua mulher diz toda feliz “Nossa querido, o que é isso na sua calça? Ficou feliz em me ver?” e você está com uma valvula no bolso.
47. Você sabe o ano em que o seu amp Magnatone foi construído, mas não lembra a idade dos seus filhos.
48. Você tem equipamentos “Altec-Lansing” escondidos em baixo da mesa.
49. Você acha o som de seu toca-discos Philco de 1964 melhor que o equipamento Pioner de U$8.000 de seu vizinho.
50. Você sonha em ganhar na loteria pra poder comprar um amplificador Ampeg.

Se você apresenta estes sintomas, procure urgentemente um técnico de eletr… Quero dizer um médico!!!!

Link original: http://www.aikenamps.com/Tubeneck.html
Tradução: Linuxpoa (Kavêra Billy Boy)

Abraços.

rispost

Me identifiquei com essa tirinha….

julho 30th, 2009

Um grande cara. O Karlisson a.k.a. Nerdson.. Faz tirinhas de seu personagem utilizando totalmente Software Livre como o programa de edição de gráficos vetoriais Inkscape. Assisti ele no FISL 10.0 e o cara é fera!
Não sei porque me identifiquei muito com essa recente tirinha dele. hehehe Deve ser porque sonho informática diariamente!!!! Resolvo os problemas durante o sonho ou levo o trabalho para a cama. rs…. Ah Sonha! :P

O sono diário do Linuxpoa .. E do Nerdson também!

O sono diário do Linuxpoa .. E do Nerdson também!

rispost

LULA no Fisl 10.0… Ah… Ninguém merece!

junho 26th, 2009

Pois é… 3º dia de FISL 10.0… Aproximadamente 10:00… Chego na PUC feliz da vida, rindo, contente, tomando meu chimarrão, cantando os sucessos do momento… tal qual foi a minha surpresa, não pude adentrar à parte do evento, mais precisamente o stand do Ubuntu-br pois tudo estava gradeado e cheio de seguranças devido à visita do nosso ilustre presidente da república, o Sr. Luis Inácio aquele lá….

Não sei se meu sentimento de revolta é pelo evento, pela presença do Lula, pela falta de estrutura da PUC, ou pelo $$ investido em tal, pois ser barrado no acesso ao grupo de usuários, ou por ficar sentado na escadaria da PUC escrevendo esse post….

E não sou o único com essa opinião….

Vamos ver as próximas eleições, as imagens ….

rispost

Printer Server Linux sem complicação – Paralela/USB

novembro 26th, 2008

Amigos, depois de “campear” a Internet atrás de uma solução que matasse a charada de compartilhar uma impressora em um box ou servidor Linux, que já cumpre outras tarefas numa rede (FileServer, Firewall, dbServer..), achei algumas soluções e acabei escrevendo este post para facilitar a vida de quem está iniciando nessa área.

Na verdade, a maioria dos tutoriais que se acha pela rede, descreve como fazer um servidor de impressão para máquinas Windows, utilizando o SaMBa e o cups, porém estes são relativamente difíceis de entender o funcionamento para quem quer somente compartilhar uma impressora facilmente, e não quer estudar o funcionamento do samba e do cups, apesar destes serem servidores de arquivos e impressão altamente robustos (Substituem servidores Windows com vantagens!!).

A solução que apresento aqui nada mais é do que tornar uma máquina ou servidor Linux um Printer Server RAW do tipo HP Jetdirect ouvindo na porta 9100 padrão. Isso nos possibilita a impressão via rede de qualquer computador e de qualquer sistema operacional, sem dificuldade de sequer a instalação de driver no servidor, imprimindo diretamente no IP do Printer Server.

Entendendo a Solução (Usando CentOS 5.2)

O grande lance é que vamos utilizar o comando nc (acho que a evolução do comando netcat). Ele simplesmente fica ouvindo em uma determinada porta e repassa tudo que chegar para um device no linux. Device este que pode ser a /dev/lp0 (Saída paralela) ou a /dev/usb/lp0 (Saída USB).

Mão às Teclas

Primeiramente vamos testar a solução e depois criamos um script com um loop que ficará ouvindo na porta e repassando as informações em formato RAW para a porta da impressora. Ao plugar uma impressora paralela, o device já estará criado e não teremos problemas para o reconhecimento. Na conexão USB, teremos que certificar que o kernel achou corretamente o device. Meus testes foram feitos com uma impressora HP692C paralela e uma Lexmark E340 Laser USB em meu Firewall CentOS 5.2 PentiumIII 1.13 Tualatin.

Após plugar e ligar a impressora USB, o kernel irá responder. Verificamos isso com o comando dmesg

# dmesg

O resultado será extenso, porém bem nas últimas linhas teremos algo como:

usb 1-2: new full speed USB device using uhci_hcd and address 11
usb 1-2: configuration #1 chosen from 1 choice
drivers/usb/class/usblp.c: usblp0: USB Bidirectional printer dev 11 if 0 alt 0 proto 2 vid 0x043D pid 0x00C8

Isso informa que o kernel reconheceu o dispositivo como uma impressora e deverá criar automaticamente o device /dev/usb/lp0 com isso já podemos testar o printer server com o comando:

se USB:
# while true ; do nc -l 9100 > /dev/usb/lp0 ; done

Se paralela:
# while true ; do nc -l 9100 > /dev/lp0 ; done

Após digitar o comando referente à sua conexão, o prompt não voltará… Não se assuste, é que como é um loop, para liberar o prompt devemos enviá-lo para segundo plano. Isso será o script que passarei a seguir que irá fazer. Por enquanto, ele ficará assim até que se digite ctrl+c para cancelar.

Digite o comando acima para a sua conexão e abra uma nova console root. Com o nmap poderemos certificar que a porta está ouvindo:

# nmap ip do servidor

Deverá aparecer uma entrada assim: ” 9100/tcp open jetdirect ” Isso certifica que a porta está ouvindo, enquanto o ctrl+c não for pressionado naquela console que deixamos de lado.
Com isso já sabemos que o printer server está funcionando, agora temos que instalar a impressora na estação apontando para o IP do servidor na porta 9100 (padrão em novas portas TCP/IP do Windows).
Abra as impressoras do Windows e adicione uma nova porta TCP/IP com o IP do servidor e a porta 9100, após instale a sua impressora normalmente (Para o Windows informe que ela é local e selecione a porta TCP/IP que você criou antes!) instale os drivers do fabricante e pronto!! Essa impressora poderá até ser compartilhada no Windows mesmo, se vc preferir instalar nas outras estações sem aplicar os drivers.
No Ubuntu (gnome), vá em Sistema/Administração/Impressão, abrirá as impressoras, clique em Nova Impressora, selecione AppSocket/HP JetDirect, entre com IP do servidor e porta 9100 e siga com a instalação normal de impressora no Ubuntu Linux. Ao final mande uma página de teste e veja o resultado!

Fazendo funcionar sozinho

Criei um script simples para que o printer server suba na inicialização do Linux. Crie um novo arquivo em algum lugar para ser o printer server:

# vi /etc/jetdirect.sh

Coloque o conteúdo do arquivo como segue:

#—————
#! /bin/bash
echo ” ”
echo “Startando o Printer Server JetDirect….”
echo ” ”
# while true ; do nc -l 9100 > /dev/lp0 ; done &
while true ; do nc -l 9100 > /dev/usb/lp0 ; done &
#—————

Se a sua impressora for paralela, descomente a linha do /dev/lp0 e comente a outra. Você também poderá ter várias impressoras, tanto paralela quanto USB utilizando uma porta para cada, tipo 9100 9101 9102… e assim por diante.

Torne ele executável:

# chmod +x /etc/jetdirect.sh

Edite o rc.local e coloque no final uma chamada para o seu script:

# vi /etc/rc.d/rc.local

Adicione ao final a linha

/etc/jetdirect.sh

Agora sempre que o Linux subir, ele carregará o script e ficará ouvindo na porta tcp que você especificou e seu printer server Linux estará funcional.
Era isso amigos. Se tiverem dúvidas, é só apresentar.

Abraço e até a próxima.

Linuxpoa

rispost

Se a Matrix rodasse no Windows….

novembro 24th, 2008

Assistam o vídeo que mostra a matrix e seus bugs se rodassem no ambiente Rwindows.. Hilário, muito bom!. Até o Neo quer aprender Ubuntu !! huahuahuhauha

rispost

Additions no WinXP emulado no Virtualbox

outubro 31st, 2008

Com o meu Virtualbox funcionando, tive alguns problemas como, compartilhar arquivos entre máquina guest e host, aumentar a resolução da máquina guest e o “pega e solta” do mouse, que eu achava muito ruim (ctrl), mas tudo foi resolvido utilizando o Additions.iso

Configurando Additions.iso

Simplesmente abra seu WindowsXP da sua máquina virtual, cllique no menu em Dispositivos/Instalar Adicionais para Convidado. Nesse momento ele vai lhe pedir para baixar uma versão do VBoxGuestAdditions.iso, confirme e indique o destino do arquivo.iso.

Clique novamente em Dispositivos/Montar CD/DVD-ROM/Imagem de CD/DVD-ROM.  Abrirá o Gerenciador de Discos Virtuais, aponte para o path que gravou a iso do additions e selecione o arquivo VBoxGuestAdditions.iso.

Agora o seu WindosXP terá um driver de CD com a imagem que foi montada, abra o Meu Computador e dê duplo clique no drive de CD/DVD e instale o  VBoxGuestAdditions.exe e faça reboot da VM quando solicitado.
Pronto, esse programa tem várias features como pegar o movimento do mouse na VM direto, poder mudar a resolução dentro da VM mais da que a permitida somente maximizando a janela e compartilhar arquivos como uma pasta da rede, dentro do Windows.

Compartilhando Arquivos entre Host e Guest machine

No rodapé da janela da máquina virtual, click 2x no ícone de uma pasta, como mostra na figura

Click em adicionar uma nova machine folder como na figura à seguir :


Essa tela deverá aparecer :


Preencha com o caminho da pasta da sua máquina host que você quer compartilhar e pronto.
Agora na máquina guest, apenas de um explore nos locais de rede que você deve encontrar a pasta compartilhada.

Adaptado do Link Original: http://www.mentaldeadlock.com/2007/05/utilizando-virtualbox.html

Abraço,
Linuxpoa
rispost

Tutoriais recentes publicados no wiki.ubuntubrasil.org

abril 27th, 2008

Amigos,

Recentemente publiquei alguns tutoriais no wiki do ubuntuBrasil, segue os links:

Instalando Webcam microdia no Ubuntu 8.04
Intel wireless 3945abg no Ubuntu 8.04
Atheros série ARxxxx Notebooks Acer Aspire

Era isso!
Baita abraço do linuxpoa.

rispost

Olá, mundo!

abril 27th, 2008

Bem-vindo ao meu blog de Linux.

Linuxpoa = Linux + POA (de Porto Alegre – RS!)

Pretendo postar por aquí todas as novidades.

Grande abraço do linuxpoa

© Linuxpoa Home's Place , Designed by Stealth Settings
Entries (RSS) and Comments (RSS)